André Villas-Boas foi questionado sobre a atribuição da Bola de Ouro, da revista France Football, numa gala agendada para esta segunda-feira, e o treinador português referiu que o internacional português arriscou mais ao trocar o Real Madrid pela Juventus.

"É difícil. Sou português e claro que apoio mais o Ronaldo. O Cristiano arriscou ao deixar a melhor equipa do mundo, a que tem mais títulos. Esse tipo de riscos deviam ser apreciados. Jogar em Itália e marcar golos é difícil. O Messi segue no seu clube, o Barcelona, um grande clube. Ele é capaz de marcar a diferença, mas opto por Cristiano porque sou português", disse Villas-Boas, este sábado, em conferência de imprensa.

Cristiano Ronaldo procura vencer a sexta Bola de Ouro, que premeia o melhor futebolista mundial do ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.