Os treinadores de Sporting e Sporting de Braga foram multados pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na sequência das expulsões na final da Taça da Liga, anunciou hoje o organismo.

O técnico dos ‘leões’, Rúben Amorim, foi multado em 1.020 euros, enquanto o homólogo dos minhotos, Carlos Carvalhal, foi punido com 714 euros, depois de se terem envolvido numa discussão, que levou à expulsão de ambos ainda no decorrer da primeira parte.

De acordo com o relatório do árbitro da partida, Tiago Martins, Rúben Amorim foi “avisado várias vezes para não se dirigir ao banco do adversário e, no momento da expulsão, proferiu as seguintes palavras para o treinador adversário: ‘ó papagaio vai para o c…, já andas aqui há 30 anos sempre a falar, és um papagaio’.”

Já Carlos Carvalhal, segundo o mapa de castigos divulgado pelo CD da FPF, teve um “comportamento irresponsável, respondeu à provocação do treinador do Sporting, dizendo ‘afinal também protestam, são uma vergonha, c…’".

Quanto ao jogador do Sporting Pedro Gonçalves, que foi expulso na fase final do encontro, foi multado em 1.530 euros e vai cumprir um jogo de suspensão, não podendo, por isso, dar o contributo à equipa ‘leonina’ na visita ao Boavista, agendada para terça-feira, para a I Liga portuguesa.

“Após o árbitro assinalar uma falta, virou-se para este e disse ‘és uma vergonha, não apitas nada’. Após ter sido expulso, passou junto ao banco do Braga e proferiu umas palavras impercetíveis à equipa de arbitragem, provocando uma reação do banco do Braga”, refere o CD da FPF sobre o médio sportinguista.

Hugo Viana e José Antunes, delegados ao jogo de Sporting e Sporting de Braga, respetivamente, também foram punidos com multas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.