Está em curso uma revolução no mundo do futebol? Os efeitos poderão ser sentidos já no próximo Mundial do Qatar. Gianni Infantino, presidente da FIFA, apresentou uma proposta no sentido de aumentar o tempo útil e reduzir o anti-jogo.

Avança o 'Corriere dello Sport' que o organismo que tutela o futebol pretende que seja dado um maior tempo de descontos após os 90 minutos, o que se pode refletir já no Qatar, ao serem permitidas cinco substituições por cada equipa. A duração dos jogos pode mesmo ultrapassar os 100 minutos. Outra ideia no papel é a do fora de jogo automático, que seria sinalizado pelos relógios dos árbitros assistentes.

Mundial do Qatar vai disputar-se entre 21 de novembro e 18 de dezembro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.