Vivemos tempos nunca antes vividos num passado recente. Momentos que alguns de nós estão a vivenciar a milhares quilómetros da pátria mãe.

Um desses exemplos é de João Pedro, jogador Apollon Limassol do Chipre. Tal como muitos portugueses, o defesa/extremo abraçou há cinco anos uma aventura no estrangeiro onde enverga a camisola do emblema cipriota, depois de passagens por clubes como o SC Braga, Penafiel, o Belenenses e o Moreirense.

Em tempos de recolhimento e de forma a impedir a proliferação da pandemia, João Pedro vê-se assim, tal como quase todos nós, confinado em casa juntamente com a mulher e com os dois filhos , adaptação sempre complicada para um atleta de alto rendimento.

No SAPO Desporto tencionamos continuar a partilhar estes relatos. João Pedro confessa que a parte mais complicada de treinar em casa é estar longe da bola e revela que sair de casa no Chipre só com permissão das autoridades competentes. Sobre a hipótese de regressar a Portugal, dado o problema da pandemia, o atleta de 33 anos conta-nos que essa hipótese não foi sequer equacionada.

SAPO Desporto: Como é que está a situação em Chipre face ao problema do coronavírus?

João Pedro: Aqui no Chipre o país está em Estado de Emergência [tal como acontece em Portugal] também até ao dia 13 de abril pelo menos.

SD: Tem podido sair à rua?

J.P: Só podemos sair à rua para ir ao supermercado comprar bens essenciais ou ir à farmácia ou ao médico e para termos permissão temos que mandar uma mensagem para um número que eles têm para nos darem essa permissão ou não...

SD: De que forma é que está a tentar manter o ritmo de treino, agora em casa, longe dos relvados?

JP: "Tento manter a forma em casa com os programas que o clube nos envia, com trabalho em bicicleta estática, exercícios de força, etc."

SD: Fale-nos um pouco do seu dia, desde o momento em que se levanta até ir dormir à noite?

"O meu dia a dia acho que é igual ao de toda gente neste momento. Tentamos ocupar o tempo com algumas distrações. Brinco com as minhas filhas, faço os meus treinos, ouço música,jogo playstation basicamente isso."

SD: Qual é que é a parte mais complicada de treinar em casa?

J.P : A parte mais complicada de treinar em casa é que é um trabalho ao qual não estou habituado pois sinto falta da bola, de estar relvado, no balneário, tudo que envolve o nosso normal dia à dia.

SD: Está sozinho ou acompanhado aí no Chipre?

J.P: Não, estou com a minha família, com a minha mulher e as minhas 2 filhas

SD: Equacionou a hipótese de voltar a Portugal, face a este problema que parou a competição?

J.P: Não essa opção nunca foi colocada,pois eu nunca pensei que as coisas estivessem como estão e por não saber ainda o que vão acontecer à competição (campeonato cipriota).

SAPO Desporto: Gostaria de deixar alguma mensagem aos portugueses?

J.P: A mensagem que gostaria de deixar aos portugueses é que cumpram rigorosamente às medidas que foram implementadas no país e que fiquem em casa para o mais rápido possível as coisas voltarem ao normal. Cuidem-se.

Esta temporada, João Pedro já somou 31 jogos e apontou um golo pelo Apollon Limassol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.