Acaba por ser uma visão menos romântica depois das muitas homenagens a enaltecer a marca de Diego Maradona no futebol mundial. Christian Gourcuff, treinador do Nantes, deixou algumas críticas apesar de elogiar 'El Pibe'.

"É triste quando alguém morre, quando morre um atleta. 60 anos, ainda era novo. Admirei Maradona, vi-o nos melhores anos da carreira. No virtuosismo era fantástico", disse.

"Talvez fosse boa pessoa. Não sei, não o conheci, mas teve uma vida que não pode ser vista como um exemplo. Por isso é que temos de colocar as coisas em perspetiva. Não é por ter morrido que se tornou alguém é um exemplo", referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.