Joaquín Torres, extremo argentino atualmente ao serviço dos gregos do Volos, revelou que esteve muito perto de reforçar Benfica e Sporting no verão de 2018.

Numa entrevista ao jornal grego Sport24, o jogador explica que já tinha tudo acertado com os leões, mas a destituição de Bruno de Carvalho da presidência do clube, na sequência do ataque à Academia de Alcochete, fez com que o negócio caísse por terra.

"Estive perto de assinar pelos dois clubes. Houve conversas com ambos e cheguei a acordo com o Sporting. Tudo mudou com a destituição do presidente e o negócio caiu", começa por explicar Joaquín Torres.

"O Benfica também me queria, mas já tinha dado a minha palavra ao Sporting. Portanto, foi impossível [assinar pelo Benfica]", observa.

Na altura, o extremo de 22 anos representava os argentinos do Newell's Old Boys, onde acabou por ficar mais um ano até assinar pelo Volos esta temporada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.