Dolores Aveiro concedeu uma entrevista ao 'Mais Futebol' na qual recorda os primeiros tempos de Cristiano Ronaldo no Sporting, onde chegou com 12 anos, e confessa que quando foi para a Alvalade o clube do filho era... do Benfica.

"Tivemos uma conversa e o senhor Aurélio queria levar o Ronaldo para fazer provas no Sporting. Como sportinguista que sou, aceitei. Ahahahah", começou por dizer Dolores Aveiro.

"Sou sportinguista por causa do meu pai. Foi o bichinho. O Ronaldo também era do Benfica por causa do pai. Mas mal chegou ao Sporting, tornou-se sportinguista. Até hoje", acrescentou.

Dolores Aveiro lembrou ainda que as chamadas telefónicas, que fazia diariamente, custavam pelas saudades, mas salientou que nem sempre havia choro.

"Podia perceber o seu estado de ânimo no primeiro segundo do telefonema. Mal ele atendia, já sabia. Nas chamadas mais chorosas, eu dizia-lhe ‘Filho, a mãe vai aí, mas tens de continuar a lutar pelo futebol se é isso que queres’". E o resultado está aí: "Mais palavras para quê? Meteu na cabeça que ia ser jogador de futebol e trabalhou para ser o que é. Chegou o mais alto possível e ainda tem muito para dar", diz Dolores Aveiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.