A Federação de Futebol de Itália (FIGC) enviou, no domingo, ao ministro do Desporto um novo protocolo sanitário tendo em vista o regresso da atividade futebolística, no qual promete intensificar os testes e controlos médicos.

A proposta, que proíbe as concentrações para evitar a propagação da covid-19, foi elaborada durante uma reunião por videoconferência, que juntou a direção da FIGC, responsáveis da Série A e da Federação de Médicos Desportivos.

“Com total espírito de colaboração, o ministro do Desporto, Vicenzo Spadafora, pediu aos seus colaboradores que estudassem o documento, para poder enviá-lo hoje para o comité científico e técnico”, refere uma nota do ministério.

Na semana passada, os clubes da Série A manifestaram o seu desacordo com as propostas apresentadas pelo governo, em particular com a que impunha a obrigação de concentrar os jogadores durante várias semanas nos centros desportivos e de manter em quarentena todo o plantel se fosse registado um caso positivo.

O novo protocolo prevê a realização de testes PCR com colheita nasofaríngea antes do regresso aos treinos e a sua repetição a cada “três ou quatro dias”.

A FIGC defende também a realização de testes serológicos antes do primeiro treino de grupo e a sua repetição após 14 dias.

Os clubes da Série A defendem que os jogadores possam regressar a casa após os treinos e estão dispostos a realizar testes PCR e serológicos com mais regularidade.

A federação pretende que a Série A, interrompida desde 09 de março, na jornada 26, seja retomada em 13 de junho.

No sábado, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, admitiu que “são precisas mais garantias”, para que as competições de futebol sejam retomadas.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos e Bélgica foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.