O presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales, confirmou em conferência de imprensa realizada esta terça-feira, o regresso de Luis Enrique ao cargo de selecionador espanhol.

"Sempre fomos transparentes que quando Luis Enrique se sentisse pronto para regressar, regressaria", afirmou Rubiales.

O presidente da RFEF explicou todo o processo que levou ao regresso de Enrique, colocando parte da culpa em Robert Moreno, por ter 'acelerado' um processo que só seria analisado depois do final da qualificação para o Euro2020.

"No passado domingo, Molina [diretor desportivo da RFEF]  fala com o Robert Moreno. Ele [Moreno] diz que queria saber o que íamos fazer. Nó só queriamos falar depois da qualificação mas ele queria saber o que se passava. E Molina disse-lhe: "Robert, se o Luis Enrique quiser voltar a liderar o projeto que começou, vamos analisar a possibilidade".

Terá sido essa explicação que serviu de 'catalisador' para a alteração na equipa técnica, com Moreno a colocar o lugar à disposição na última segunda-feira.

"Na segunda recebemos uma mensagem de Moreno: 'Quero acordar a minha saída e não ser um impedimento para o regresso de Luis Enrique'. O próprio Moreno disse que queria a sua saída para o regresso de Enrique. Imediatamente, Molina chama-me e diz 'Luis [Rubiales] temos um problema. Queriamos falar depois da qualificação mas o Moreno não quer continuar'. Ainda não tínhamos negociado nada. Ele [Molina] chama-me e diz que temos de decidir se Luis Enrique regressa ou não", disse.

Só nesse momento, Rubiales terá iniciado o processo para o regresso de Enrique.

"Liguei ao Luis Enrique e expliquei-lhe o que passa, que o Robert nos disse que não quer continuar, como nos disse na mensagem. E pergunto se Luis Enrique estava pronto a regressar. E ele disse que sim, e agradeceu-nos pela confiança e por termos mantido a nossa palavra", explicou.

"Sempre atuamos com respeito, com integridade e transparência. Cumprimos com a nossa palavra. Fomos coerentes e leais. Tudo mudou quando no domingo Moreno exigiu saber o que se passava e dissemos a Moreno que estávamos a analisar o possível regresso de Enrique", acrescentou.

Por fim, o presidente da Real Federação Espanhola deixou desejos de felicidades a Luis Enrique, no regresso à 'La Roja'.

"É a continuação de um projeto que começou na qualificação para o Euro e que vai continuar até ao Mundial do Catar", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.