A Escola de Futebol do Zango - Projecto Brincando com a Bola, reclama do Sporting de Portugal direitos de formação do futebolista Loide António Afonso, que evolui na equipa B do clube luso.

Em entrevista à Angop, nesta terça-feira, em Luanda, o dono da escola, Armando Faria “Ti Nandinho”, afirmou que o médio-volante de 20 anos ingressou no Sporting de Portugal em 2018 e que, até a data, não teve nenhum contacto com a nova equipa do atleta.

O patrono do “Projecto Brincando com a Bola” disse que Loide António Afonso ingressou na sua escola aos 11 anos de idade.

O formador diz estar a ser alvo de má-fé da parte do empresário Euclides Camacho, antigo basquetebolista angolano residente na Europa, a quem, oralmente, confiou a missão de apresentar o jogador ao Sporting, mas salvaguardando os direitos de formação.

No entanto, “Ti Nandinho” conta que deixou de ter contacto com o seu parceiro e com os pais do jovem futebolista, sendo que a relação com este último também já não é normal.

A ideia, segundo o interlocutor, é iniciar uma negociação directa e amigável com o clube português, mas em caso de insucesso remeter o caso à Federação Angolana de Futebol (FAF) com intuito de ver reconhecida a escola enquanto formadora do atleta.

“Creio que o Sporting não tem conhecimento de que o Loide é proveniente de uma escola. O nosso objectivo é alertar para a ilegalidade em que incorre o clube, de acordo com o estipulado pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) sobre situações do género”, vincou.

Loide, que também trabalha com a equipa principal leonina, actua na posição de médio-volante, mas é polivalente. Veloz e forte tecnicamente, remata com os dois pés com destreza, de acordo com descrição do seu mentor.

O professor de futebol explicou que o “Projecto Brincando com a Bola” é uma acção de solidariedade humana sem fins lucrativos, mas precisa da colaboração de quem beneficia do seu trabalho, que acarreta custos elevados.

Por isso, regozijou-se com a direcção do Petro de Luanda, liderada por Tomás Faria, que, recentemente, remunerou a escola (não avançou valores) pela cedência, em 2017, do extremo Domingos Samuel “Picas”, 19 anos de idade, que se tem destacado no plantel principal nesta sua época de estreia.

Indicou que a negociação com o clube petrolífero não envolveu, inicialmente, a questão financeira, por entender que primeiro estava em causa o lançamento do seu formando na alta competição.

Com o montante em posse, afiançou a fonte, a Escola de Futebol do Zango terá condições de estrear-se no Campeonato Provincial, para se mostrar a nível nacional e internacional, por intermédio de empresários desportivos.

A Escola de Futebol do Zango – “Projecto Brincando com a Bola” foi fundada em 2010 e movimenta, actualmente, mais de 100 atletas entre os 8 e os 16 anos de idade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.